PARA TIOZÕES E SOBRINHOS GERIÁTRICOS

natural.jpg

LOS LOBOS DEL ESTEPE

O CREME DO CREME

OVERDOSE DE TIOZÕES

los-lobos-bobosthumbnail.jpg

 

Anúncios

3 Respostas para “PARA TIOZÕES E SOBRINHOS GERIÁTRICOS

  1. Para quem ainda não viu “1972”, filme de Ana Maria Bahiana e José Emílio Rondeau, aqui vai um pequeno comentário meu no blog SÓ ABORRECIMENTO, do Luigi, filhos, amigos e agregados. O link é esse aqui:

    http://wc.take-a-coffee.com/taturanas/2007/10/o-heraldo-exagerou-1972-pode-ter.html

  2. Seguinte: alguns sobrinhos geriátricos e também alguns tiozões (afinal muitos tiozões não têm memória, só uma vaga idéia do passado) andaram nos perguntando quem são os sujeitos que aparecem nos vídeos deste post. Então, em respeito a esses sobrinhos e a esses tiozões vamos lá. O primeiro vídeo é do Steppenwolf, tocando o seu maior sucesso, “Born to Be Wild”, tema do filme “Easy Rider/Sem Destino”. O segundo é o Cream, supergrupo/power trio formado por Eric Clapton, Jack Bruce e Ginger Baker. O último vídeo começa com o Lennon e Mick Jagger falando merda e depois com o Lennon, Eric Clapton, Keith Richard e com uma porrada de neguinho que a gente também não lembra direito (afinal nós também só temos uma vaga idéia a respeito daquilo tudo) tocando “Yer Blues”, uma das mais famosas faixas do Álbum Branco dos tais Beatles. Ah, essa gravação (do vídeo) aconteceu num programa que o Stones fizeram pra TV inglesa, em 68 ou 69, se não nos falha a memória, que dizer, a vaga idéia. Afinal, tudo tão confuso naquela época…

  3. None of your doing
    Words and music by Gabriel Mekler and John Kay

    If I could show you where I’ve been
    Perhaps you’d know and never ask again
    Could I forget the things I’ve seen
    Perhaps I’d smile and we would be the same

    I can’t return to where you’re goin’
    What I have learned, it can’t be undone
    Don’t blame yourself, don’t you know
    It was none of your doin’

    All my faith got caught in a maze
    Lost our dreams in a far a way place
    Now that I have seen you again
    Can’t believe your world’s still the same

    Sometimes I slip into the past
    When life was sweet
    I thought that it would always last
    It was so easy to believe that all is well
    They always catch the thief

    I can’t return to where you’re goin’
    What I have learned, it can’t be undone
    Don’t blame yourself, don’t you know
    It was none of your doin’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s