Arquivo da categoria: Punk

MAIS DO MESMO MAIS!

lobos.jpg

Em tempos de tantas novidades e de tantos “futuros do rock and roll”, conjurados a cada nova banda que surje a esquina entre os pólos Sul e Norte, nada melhor do que bem mais do mais do mesmo. Por exemplo, a dupla britânica The Kills, que acaba de lançar de terceiro disco, Midnight Boom.

The Kills | Good Ones

The kills no wow

The Kills – U R A Fever

The Kills -Wait!

duvida1.jpg

Anúncios

AS BONECAS DE NOVA YORK ESTÃO CHEGANDO

new-york-dolls-1973.jpg

New York Dolls-Personality Crisis

New York Dolls – Trash

New York Dolls – Looking for a kiss

untitled-1.jpg

MULEKES

harrisons.jpg

Andam dizendo que o Harrisons é o “novo Clash“. Vai saber! De concreto, eles vêm de Sheffield, Inglaterra, a mesma cidade do Arctic Monkeys, e parecem mulekes bem intencionados.

Harrisons – Dear Constable

Harrisons Monday’s Arms

o_corvo2.jpg

SEM ASSUNTO? TOCA RAMONES!

wallpaper_ramones800_600.jpg

 

Ramones – Blitzkrieg Bop

Rock and Roll Radio – Ramones

Ramones – California Sun

natural.jpg

AS GRAMAS DO ILLIMANI

illimani2.jpg

As gramas do Illimani foram o meu alimento principal durante os primeiros anos da minha longa existência. No tempo em que eu pastava nos picos da Cordilheira eu tinha uma longa crina, que virou casaco e eu nunca mais vi. A fauna que frequentava aqueles prados verdejantes às margens do Titicaca sobreviveu às mudanças políticas, tecnológicas e climáticas que lançaram a vida na terra

Mas os ventos andinos ainda carregam o murmúrio do mundo selvagem e de vez em quando ouvem-se algumas vozes. Como a do Corvo Bêbado, esse chupim velhaco que vive de bar em bar enchendo o saco da clientela, dizendo coisas desagradáveis, falando sozinho e sofrendo alucinações. O último delírio do Corvo foi o de não perceber a minha invisibilidade, algo tão óbvio para os habitantes das terras altas e que sempre me acontece quando decido mascar a minha reserva estratégica de grama do Illimani.

Comentários desairosos, mas nem por isso ofensivos, surgiram em apoio à tese da estranheza do meu suposto desaparecimento, dando conta de que eu poderia ter aderido a outra ordem de quadrúpedes, com a qual eu me identifico,  seja pelo apurado senso estético, como também por não vir disfarçada de algo que não é.

Talvez haja quem não saiba, a esses informo que as lhamas são exímias praticantes da complexa modalidade do Cuspe à Distância. Nestes dias de meditação invisível, sete dias de dieta exclusiva de grama do Illimani integral, dediquei-me a treinar potência e precisão do cuspe. Com a popularização dos aparelhos eletrônicos, ficou fácil gravar as imagens desses momentos de concentração. Vejam só o resultado:

lhamadistraidaicone.gif